A história do voleibol

A história do voleibol é uma história que nos conta sobre um jogo de equipas. Vamos tentar descobrir como e quando é que este jogo que virou num desporto surgiu.

A história do Voleibol

Voleibol é um desporto jogado entre duas equipas num campo retangular, que pode ser aberto ou coberto.

O campo é dividido por uma rede que é posta na vertical sobre a linha central. É usado uma bola que é passada por entre os jogadores com as mãos.

E o objetivo principal deste jogo é lançar a bola por cima da rede e fazê-la tocar no chão do adversário.

A história do voleibol

O voleibol surgiu pelas mãos de um professor de educação física da YMCA de Holyoke, Massachusetts, nos EUA, chamado William George Morgan, em 1895.

E apesar de o basquetebol, que tinha sido criado uns anos antes também por um professor da YMCA, James Naismith, tenha sido um jogo com bastante aceitação. A verdade, é que Morgan considerava esse jogo extenuante e de grande contato físico.

Assim, desta forma, teve a brilhante ideia de desenvolver um jogo, um desporto mais leve, mas que ao mesmo tempo conseguisse estimular os seus alunos de meia-idade, que a maioria era composta por homens de negócio.

A história do voleibol diz-nos que Morgan se vai inspirar no ténis, usando as redes, a quadra e a mesma lógica de passar e repassar a bola de um lado para o outro. Mas queria que este desporto não obrigasse a ter tantos materiais e recursos.

Foi assim que nasceu o voleibol, um desporto que podia ser jogado quer em áreas cobertas ou ao ar livre, com mais ou menos pessoas, e que não precisaria de materiais específicos, como a raquete, pois a bola era passada pelas mãos dos próprios jogadores.

Os primeiros anos do desporto

A história do voleibol vai enfrentar alguns problemas, que a sua maioria se concentram na bola, ou melhor, que tipo de bola se deveria usar neste desporto.

Primeiro tentou-se usar a bola de basquetebol, mas rapidamente se viu que era demasiado pesada para ser passada como se queria. Depois tentou-se usar apenas a camera do ojeto, mas ficou demasiado leve para este tipo de desporto.

Morgan só vai conseguir ultrapassar esta questão quando pede a A.G. Spalding & Brothers que façam uma bola especificamente para aquele desporto. O que saiu foi algo muito parecido com o que temos hoje.

O primeiro jogo aconteceu em 1896, durante uma convenção de professores de educação física da YMCA, na universidade de Springfield.

Nos anos que se seguiram, o voleibol espalhou-se por várias cidades americanas, e foi graças ao YMCA, que o deporto se difundiu por vários países, como por exemplo: Canadá, Cuba, Filipinas, China, Japão e grande parte da Europa.

A história do Voleibol

As regras do jogo

A história do voleibol que fala da história de um jogo, não é nenhuma exceção no que toca a regras, pois aqui também as há. Assim as principais regras do voleibol são:

  • Cada equipa possui um técnico;
  • Uma partida é constituída de 5 sets;
  • Não existe tempo pré-determinado para cada set;
  • Cada set tem um máximo de 25 pontos com uma diferença mínima de 2 pontos;
  • Em caso de empate no set no final (24 x 24), a partida continua até que a diferença de dois pontos seja atingida (26 x 24, 27 x 25, etc.);
  • Após o saque, a equipe só pode tocar três vezes na bola;
  • Ganha a equipe que vencer três sets;
  • Se houver empate nos sets (2×2) o 5.° set será decisivo.

O jogo

A história do voleibol mostra-nos que há dois tipos de voleibol, se é que o podemos chamar assim: Voleibol de campo e voleibol de praia.

Volei de campo – este joga-se com duas equipas de 6 jogadores cada uma, e 6 de reserva.

Volei de praia – aqui o jogo é um pouco diferente. O campo é de areia e cada equipa só tem dois jogadores.

Cada jogador tem uma posição dentro do campo, sendo que 3 se posicionam perto da rede e 3 posicionam-se na linha de trás.

As faltas

A história do voleibol quando impôs as regras, também incluiu faltas no saque, ataque, passe de bola, toques, posições, rotação de jogadores, etc. Como por exemplo:

Dois Toques – é quando um jogador toca na bola duas vezes consecutivas ou a bola bate em várias partes de seu corpo.

Quatro Toques – é quando a equipa toca na bola quatro vezes antes de enviá-la para o adversário.

Toque apoiado – é quando um jogador se apoia noutro da sua equipa. Também é considerado falta se ele se apoiar em alguma estrutura ou objeto dentro da área de jogo para passar a bola.

Rotação – se a rotação entre os jogadores não for feita de maneira correta na hora do saque, a equipe comete falta.

Rede – se jogar a bola entre o espaço das duas antenas próximo da rede, o jogador comete falta.

A história do Voleibol

Os fundamentos do jogo

A história do voleibol mostra-nos que os seus fundamentos baseiam-se em:

  • Saques
  • Passes
  • Levantamentos
  • Ataques
  • Bloqueios

Aqui cada jogada começa com os saques. Ou seja, o jogador que de lançar a bola por cima da rede para dentro do campo do seu adversário.

Se a bola ultrapassar o limite, a bola vai retornar para seu adversário sacar. Mas se a bola tocar no chão da equipa adversário é marcado ponto.

E após o saque, temos os passes de bolas. Que mais não são que os movimentos feitos entre os jogadores que recebem a bola. O passe mais comum é chamado de manchete, e é feito com as mãos unidas.

A história do voleibol também tem os levantadores, que são os jogadores responsáveis por receberem os passes. Como o próprio nome diz, são aqueles que levantam a bola com a ponta dos dedos. De seguida passam aos atacantes que tentam marcar ponto ao lançar para o campo do adversário.

Assim sendo, os atacantes são aqueles que colocam muita força na jogada e com um grande salto tentam que a bola toque no chão do adversário para conseguir fazer ponto.

Os adversários podem e devem tentar fazer um bloqueio ou uma defesa, para que a bola volte e toque no chão da equipa que atacou.

A história do voleibol em datas

1900 – O voleibol chega ao Canadá, sendo o primeiro país fora dos Estados Unidos.

1908 – viaja até ao continente asiático e começa a ser praticado na China e no Japão.

1910 – chega ao Peru, o primeiro país da América do Sul a praticar este desporto.

1942 – morre, aos 72 anos de idade, o criador do voleibol, William George Morgan.

1947 – é fundada na França a FIVB ( Federação Internacional de Voleibol).

1949 – realiza-se o primeiro campeonato mundial masculino na Checoslováquia (foi vencido pela Rússia).

1951 – é feito o primeiro campeonato sul-americano de voleibol, na cidade do Rio de Janeiro. O Brasil tornou-se campeão masculino e feminino.

1952 – é feito o primeiro campeonato mundial feminino.

1964 – o voleibol passa a fazer parte do programa oficial das Olimpíadas, realizadas em Tóquio no Japão.

A história do Voleibol

Voleibol no Brasil

A história do voleibol leva-nos até ao Brasil, onde este desporto é muito conhecido. O volei chegou no inicio do século XX e era considerado um jogo para meninas, mas com o passar do tempo, isto foi mudando.

A equipa de voleibol masculina brasileira, ganhou os Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984 e tornou-se num momento importante, pois ajudou a disseminar essa modalidade por homens e mulheres.

Sabia que

Os primeiros jogos de volei foram realizados com uma bola constituída por uma câmara de bola de basquete coberta de couro. Hoje ela é geralmente mais leve e feita de couro sintético.

O primeiro campo de voleibol tinha cerca de 15 metros de comprimento por 7,60 metros de largura. Nos dia de hoje, mede 18 metros por 9 metros.

A primeira rede de volei tinha uma altura de 1,98 m (do chão ao bordo superior). Hoje, ela é posta a 2,43 metros do solo para os homens e 2,24 metros para as mulheres.

No inicio, a rede tinha um comprimento aproximado de 8,3 metros. Nos dias de hoje, ela tem 9,5 a 10 metros de comprimento.

Dia 27 de junho é comemorado o “Dia Nacional do Volei”.

Ver: A história do Basquetebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.